Testando uma Jaula Anti Tubarão no SOLIDWORKS Simulation

Quando era criança, eu era fascinado por tubarões: tubarão baleia, tubarão martelo, tubarão mako, tubarão enfermeiro, tubarão galha branca oceânico, e é claro, o tubarão branco. Eu procurava basicamente por informações de tubarão por tubarão. Eu era uma máquina e não iria saciar minha fome tão cedo por livros de tubarões, documentários e filmes (especialmente um que foi filmado em uma cidade fictícia de Amity).bruce_hires_white

Naturalmente, esses filmes e livros iriam influenciar muitos aspectos da minha vida. Tenho que admitir que sofro de um medo irracional da “piscina de tubarão”. A maioria das pessoas tem consciência das minúsculas chances de sofrer um ataque de tubarão. Existem milhões de maneiras de morrer – picada de abelha, batidas de carro, queda de cocos e até mesmo máquinas de vendas. Eu acredito que ser vítima desse predador na imensidão aquática do mundo é o que nos deixa com mais medo.

Apesar desse medo, estudamos os tubarões por décadas. Com sorte, alguns engenheiros conseguiram criar ambientes seguros para cientistas estudarem tubarões em seu habitat natural. O mais famoso, graças à TV e aos filmes, são as jaulas anti tubarão. Essas jaulas são responsáveis por mostrar de forma próxima, os tubarões a partir de nossos confortáveis sofás. A visão é incrível, mas eu me questiono se a pessoa dentro da jaula sente confiança nas barras de aço. Quer dizer, as coisas ficaram feias na jaula da costa de Amity.

Combinando uma obsessão de longo prazo por tubarões e o meu colega da SOLIDWORKS, eu finalmente descobri o que é necessário para quebrar a jaula, graças ao SOLIDWORKS Simulation. Algumas coisas eu prefiro testar no software antes de testar na natureza – definitivamente esta é a maneira inteligente de fazer isso.

Nesse vídeo, você verá a jaula sujeita à uma mordida com força de 3,5 toneladas de um tubarão branco, no SOLIDWORKS Simulation. Como um bônus, veremos como a jaula reage à algumas condições do tempo – nesse caso, o tubarão foi lançado à velocidade de um tornado.

Assista o trailer e clique aqui para ver o vídeo na íntegra.