O Papel da Simulação Virtual no Processo de Desenvolvimento do Produto

Um dos principais desafios do processo de desenvolvimento do produto é tomar uma decisão sobre o projeto sem saber se esse é de fato, o melhor caminho. As equipes internas de uma organização precisam estar prontas e aptas a tomarem melhores decisões sobre o projeto, para que seus produtos sejam lançados mais rapidamente, com mais qualidade e com o menor custo.

Especialistas na área de desenvolvimento de produto afirmam que, para aumentar a eficiência do processo de desenvolvimento do produto, é fundamental aprender com os erros. Visto que todas as decisões são construídas umas sobre as outras, quanto mais rápido um erro é localizado e corrigido, menor a chance de que se estará perdendo dinheiro com más idéias. Fica claro, portanto, quão crítica é a capacidade de, após a tomada da decisão, seguir fazendo correções de curso ao longo de todo o processo.

O ato de projetar pode ser resumido pelas ações de se fazer perguntas e tomar decisões. Em muitos casos, não se sabe qual será o próximo passo antes de se finalizar o passo anterior. É comum ter-se de tentar um passo para ver, após essa experiência, o resultado obtido. É possível comparar isso com um GPS no seu carro. Quem não tem este equipamento tem de estar checando constantemente a rota. Ao longo do caminho, pode-se tomar decisões equivocadas, e o conjunto de todas estas decisões pode fazer com que o motorista fique muitos quilômetros distante de seu destino final. Com um sistema de GPS, no entanto, uma voz amigável diz quando virar e sugere rotas alternativas se acontecer de se tomar a decisão errada. Assim, o motorista estará sempre seguro e tranqüilo de que alcançará o objetivo da melhor forma possível.

Imagem

Figura 1 – Uma ilustração típica sobre o processo de desenvolvimento de produto: ele nunca é um processo linear.

Para alcançar o projeto melhor, mais rápido, mais barato e inovar em seu processo de desenvolvimento de produto, é fundamental contar com uma ferramenta que permita que as pessoas tomem decisões e validem seus projetos desde o início de seu desenvolvimento. A simulação virtual está atualmente acessível e utilizável por engenheiros e projetistas da indústria, que são, na verdade a linha de frente de trabalho. Eles fazem a maioria das perguntas e tomam a maioria das decisões. Além disso, tornou-se uma necessidade clara de negócio abraçar a simulação cada vez mais cedo durante a etapa de projetos de seus produtos. Esse enfoque aumenta a competitividade da empresa como um todo.

A simulação do projeto permite ao projetista ou engenheiro ter a oportunidade de otimizar seu processo de trabalho, tendo pleno acesso às melhores, mais rápidas e mais baratas decisões. No final de um processo de desenvolvimento de produto de oito semanas, é muito difícil voltar atrás e torná-lo melhor, mais rápido, mais barato, pois não se terá mais tempo para isto. Com a simulação, fica fácil, em etapas cada vez mais antecipadas no processo, tomar decisões sobre a espessura de parede de um produto ou sobre o material a ser utilizado. Assim, define-se a melhor e mais otimizada “fundação” para cada etapa do seu projeto. Este método é extremamente poderoso, mas ele não pode ser realizado no final do processo de desenvolvimento do produto. Ele tem que acontecer interativamente e só pode ser aproveitado quando as pessoas que tomam as decisões sobre o projeto fazem testes constantes.

Design Studies

Figura 2 – A ajuda na tomada da melhor decisão sobre o projeto é aqui ilustrada. O SolidWorks Simulation desempenha a simulação de otimização de forma paramétrica, que ajuda a escolher a melhor versão do projeto.

A simulação, pelo menos a simulação do projeto mecânico, geralmente se divide em três áreas distintas. Há a simulação estrutural, que informa se o seu projeto vai quebrar, dobrar muito, vibrar, flambar ou colapsar. Logo após, existe também a simulação para fluxo de fluídos. Isso permite entender como um sistema responde aos fluídos como ar ou água passando por seu projeto. Ele fornece informações sobre o fluído, como velocidades, pressões e temperaturas. Finalmente, existe o que chamamos de de análise de mecanismos, essencialmente análise de vinculações entre componentes. É possível sintetizar uniões entre estes componentes e encontrar forças, velocidades e acelerações. Muito comum na indústria de softwares para simulação, estas três áreas são distribuídas em produtos distintos. As ferramentas do SolidWorks são tradicionalmente distribuídas da mesma forma, sendo que o SolidWorks Simulation responde as perguntas estruturais, o SolidWorks Flow Simulation as perguntas sobre fluídos e o SolidWorks Motion as preocupações a respeito dos mecanismos.

Utilizar a simulação significa o acesso a produtos melhores, mais rápidos, mais baratos e lançados de forma antecipada no mercado. Fazer simulação de projetos não quer dizer analisar o projeto somente antes de prototipar, mas sim interagir com a simulação em seu processo, de forma que cada decisão seja verificada e desafiada para ser a melhor, mais rápida e a mais barata. Isto pode ser realizado facilmente em estágios bastante antecipados do processo de desenvolvimento do produto. O emprego da simulação de projetos de forma correta ajuda as empresas a lançar produtos mais cedo no mercado; isso acontece porque os erros de projeto são identificados precocemente, e permite a equipe de desenvolvimento do produto alterar o curso, encontrar o caminho para realizar correções e, finalmente, obter produtos menos custosos e que simplesmente funcionam melhor.